Blog Eticca Compliance

Entrevista DIC: A Eticca Compliance investe em soluções empresariais

A Eticca Compliance é uma empresa curitibana, fundada em 2006, que atua em todo o Brasil visando oferecer ferramentas de gestão para que as instituições ajam em conformidade com a lei. Atuam em empresas de diversos portes e segmentos, com destaque para as pequenas e médias empresas que passaram a investir mais em compliance. Na atual conjuntura nacional, com destaque para o combate a corrupção, a Eticca Compliance vem crescendo e ganhando destaque.
DI&C: Quais soluções a Eticca Compliance oferece aos seus clientes?
Eduardo: Costumamos dizer que o Compliance precisa ser tailor-made, ou seja, customizado especificamente para o perfil da empresa, ramo de atividade, cultura, e alinhados ao apetite por riscos. Oferecemos solução completa de implantação e manutenção do Programa, ou suas partes integrantes: canais para o reporte de irregularidades; portal de Compliance para gestão dos processos de implantação, manutenção, e gestão de evidências; auditorias de conformidade com as ISO 19600, 37001 e com o Programa Empresa Pró-Ética, do Ministério da Transparência e Agro+ Integridade, do Ministério da Agricultura. Dispomos também da solução de Compliance Coaching, que trabalha aspectos técnicos e comportamentais essenciais para equipes que sejam responsáveis pela implantação e manutenção do Programa.
DI&C: De que forma a Eticca Compliance atua para que as instituições ajam em conformidade com a lei?
Eduardo: Apesar das técnicas, metodologias, normas, leis, decretos e regulamentos, quando falamos em conformidade falamos de pessoas, de comportamentos éticos e transparentes. Portanto, estar em conformidade subentende mudar aspectos da cultura da empresa; e mudanças culturais só acontecem através dos exemplos vindos da alta administração, alinhados em todos os níveis organizacionais. Se o Presidente ou CEO da empresa não pautar o Compliance na própria agenda, qualquer esforço nessa direção será em vão. Os demais pontos são essencialmente técnicos: códigos de ética e conduta, mapeamento e controle de riscos organizacionais, capacitações periódicas, comunicações efetivas, tratamento de denúncias, entre outros.
DI&C: A Eticca Compliance atende empresas de todos os portes e segmentos?
Eduardo: Grande parte de nossos clientes são pequenas e médias empresas. No entanto, as grandes também nos procuram, apesar de já possuírem a cultura do compliance, muitas vezes interessadas em nossas ferramentas de compliance, nas auditorias de conformidade, nos canais de denúncias, ou no compliance coaching.
DI&C: Qual o segmento empresarial que mais investe em compliance?
Eduardo: São diversos os segmentos, em especial aqueles altamente regulamentados, como saúde, bancário, seguros, petrolífero, dentre outros, e os que têm relacionamento direto com a administração pública, que participam de licitações, ou que necessitam ter acesso a recursos financeiros de fontes governamentais. O compliance ambiental por exemplo, é largamente adotado por empresas de reflorestamento que, para ter acesso ao capital de investidores externos, precisam estar em conformidade com as leis e normas que regem esse segmento, além de adotarem ações de sustentabilidade que garantam o equilíbrio do meio ambiente, não pactuando com o trabalho escravo e infantil, entre outras.
DI&C: Atualmente vários estados estão aprovando legislações que só permitem a participação em licitações públicas de empresas com áreas estruturadas de compliance e também é cada vez mais comum que grandes grupos só se relacionem, comprem e contratem empresas com programas de compliance. Esses fatores têm alavancado o setor?
Eduardo: Certamente, o processo de exigência e adoção do compliance passa gradativamente a ser sistêmico, impulsionado por essas iniciativas. Infelizmente, no Brasil, algumas das boas práticas para a gestão de negócios só são adotadas por haver a exigência, não pela conscientização ética ou pela transparência, mas estamos trilhando no caminho certo, por uma política consistente de busca pela conformidade e integridade em todo o ambiente de negócios.
DI&C: Quais os principais clientes da Eticca Compliance?
Eduardo: Dentre outras empresas no Paraná, o ISAE/FGV e a Fecomércio/PR são alguns dos nossos cases de sucesso e primeiros clientes, os quais temos o privilégio de manter em nossa carteira. Também atuamos ativamente em projetos nos estados de Santa Catarina, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo, buscando sempre ampliar a nossa atuação para outras regiões do país.
DI&C: Um dos setores mais frágeis no que diz respeito ao comportamento ético é o político. A Eticca Compliance também atua nesse segmento, como por exemplo, auxiliando partidos a se adequarem à lei?
Eduardo: No último dia 25 de abril, a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado aprovou um projeto de lei que obriga os partidos políticos a cumprir uma série de normas para aumentar a transparência e evitar os atos de corrupção de agentes públicos. Não tivemos a oportunidade de atender a nenhum partido político até o momento, talvez motivado pelo fato da recente aprovação do projeto de lei. De toda forma, para nós seria um privilégio poder atuar nesse segmento. Sem dúvida, a adoção de programas de Compliance ou Integridade por parte dos partidos políticos contribuirá sobremaneira para que tenhamos um ambiente político mais ético e transparente, diminuindo as hipóteses de não conformidades.
DI&C: Diante do atual cenário político brasileiro, das tentativas de combate à corrupção, delações e prisões, a área de compliance passou a ser uma preocupação maior das empresas?
Eduardo: Sim, o tema está em alta no Brasil já há algum tempo. A lei nº 12.846/2013, dispõe sobre a responsabilização objetiva administrativa e civil de pessoas jurídicas, para atos ilícitos contra a administração pública. A partir dela, seus administradores e sócios também passaram a ser responsabilizados objetivamente em casos de fraudes e corrupção, fato que tem estimulado as empresas na adoção do compliance. A administração pública também vem adotando uma série de medidas nesse sentido, inclusive obrigando empresas públicas a implantarem Programas de Compliance e Integridade, conforme disciplina a Lei 13.303/2016.
DI&C: Como funciona o Portal de Compliance que a Eticca desenvolveu e oferece com exclusividade a seus clientes?
Eduardo: O Portal de Compliance foi concebido de forma a dar suporte às etapas de implantação e manutenção do Programa, desde a capacitação periódica de funcionários com o uso de ferramenta de e-learning, termos de responsabilidade, mapeamento e gerenciamento de riscos, gestão de denúncias e evidências, repositório de documentos, entre outras funcionalidades. O acesso é seguro e criptografado através de certificados digitais, com hospedagem em computação elástica em nuvem, que permite a alocação dinâmica da capacidade de processamento, memória, ou armazenagem, prevendo situações de clientes que possuam um grande número de funcionários em diversas filiais.
DI&C: Quais as expectativas e projetos da Eticca Compliance para o futuro?
Eduardo: A expectativa é extremamente otimista. A cada dia se torna mais evidente, para os mais variados segmentos, público ou privado, o valor que uma cultura ética e de conformidade agrega ao ambiente de negócios. Pretendemos continuar a ampliar a nossa rede de relacionamentos e atuar em novas localidades. Além disso, investir continuamente no Portal de Compliance para o aprimoramento de suas funcionalidades.
Perfil

Fundação: 2016
Área de atuação: Compliance Empresarial
Local de atuação: Todo o território nacional
Localização: Curitiba/PR
Proprietários ou acionistas: Eduardo Amaral – sócio-fundador e CEO, Felipe Bezerra da Silva – sócio e CCO, Ulysses Monteiro – sócio e CTO, Allan Marcelo de Campos Costa – sócio-fundador, Rodrigo Etiènne Dessaune – sócio-fundador, Gilson Cézar da Silva – sócio-acionista
Funcionários: 5
História

A Eticca Compliance é uma empresa que provê o Compliance como Serviço e é a primeira empresa do Brasil cuja missão é apoiar as empresas brasileiras na adoção de práticas de conformidade, comportamentos éticos, combate à corrupção, fraudes, dentre outros ilícitos e não conformidades. Nossa missão é contribuir para a prática de negócios no Brasil de forma ética, responsável e sustentável.

DIÁRIO INDÚSTRIA&COMÉRCIO | BY PATRÍCIA VIEIRA

Tags:

Compartilhe: